Mestrado na UNESP: dicas, orientações e muito mais!

Entre as opções mais tradicionais de pós-graduação no país, com certeza está o Mestrado na UNESP – Universidade Estadual Paulista.

A Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, é uma instituição de ensino das mais renomadas do Brasil, com 150 opções de programas de pós-graduação, convênio com 300 universidades no exterior, grande quantidade de laboratórios e presença em várias cidades do interior de São Paulo.

Porém, como em todas as universidades públicas, ser aprovado em um programa de mestrado na UNESP não é uma das tarefas mais fáceis. Por isso, é muito importante reunir informações precisas e dicas valiosas.

Quer saber tudo sobre o Mestrado na UNESP – Universidade Estadual Paulista? Continue a leitura!

Por que fazer Mestrado na UNESP?

Mestrado na UNESP

Mestrado na UNESP | Reitoria

A pós-graduação da UNESP é considerada a segunda maior do país e se caracteriza pela diversidade de cursos oferecidos em todas as áreas do conhecimento. Com 150 programas de pós-graduação e 125 cursos de mestrado, a UNESP dispõe de uma moderna infraestrutura de ensino em 19 cidades do estado de São Paulo.

De acordo com o ranking Shangai, a UNESP está entre as 400 melhores universidades de todo o mundo. Outro atrativo são os programas de internacionalização voltados para os mestrandos e doutorandos, com diversas ações de mobilidade internacional, favorecendo às colaborações científicas e parcerias institucionais.

Pela avaliação da CAPES, a UNESP é a sexta melhor universidade do país em relação ao número de programas de excelência de pós-graduação. Hoje, estão disponíveis mestrados em:

  • Ciências Agrárias;
  • Ciências Exatas e da Terra;
  • Engenharias;
  • Ciências Biológicas;
  • Ciências Humanas.
  • Linguística, Letras e Artes;
  • Ciências da Saúde;
  • Ciências Sociais Aplicadas;
  • Multidisciplinar

Onde a UNESP está localizada?

A Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” possui campi nas cidades de:

  • Ilha Solteira;
  • Dracena;
  • Rosana;
  • Presidente Prudente;
  • Araçatuba;
  • Tupã;
  • Assis;
  • Marília;
  • São José do Rio Preto;
  • Bauru;
  • Ourinhos;
  • Botucatu;
  • Araraquara;
  • Jaboticabal;
  • Franca;
  • São João da Boa Vista;
  • Rio Claro;
  • Itapeva;
  • Registro;
  • Sorocaba;
  • São Paulo;
  • São Vicente;
  • São José dos Campos;
  • Guaratinguetá.

Como fazer um Mestrado na UNESP?

O primeiro passo é escolher o programa que você deseja. Afinal, como você viu, existem muitas opções. Para fazer essa pesquisa, a dica é acessar este site da própria UNESP, onde você pode filtrar por tipo de curso, área do conhecimento e cidade.

Vale lembrar que, além do mestrado acadêmico, a UNESP também oferece a modalidade de mestrado profissional, nas seguintes áreas:

  • Artes (Campus São Paulo);
  • Administração (Campus Jaboticabal);
  • Ciência e Tecnologia Aplicada à Odontologia (Campus São José dos Campos);
  • Docência para educação básica (Campus Bauru);
  • Educação Física (Campus Presidente Prudente);
  • Educação Sexual (Campus Araraquara);
  • Enfermagem (Campus Botucatu);
  • Engenharia de Biomateriais e Bioprocessos (Campus Araraquara);
  • Geografia (Campus Presidente Prudente);
  • Gestão e Regulação dos Recursos Hídricos (Campus Ilha Solteira);
  • Letras (Campus Araraquara);
  • Matemática (Campus Rio Claro);
  • Matemática em Rede Nacional (Campus Rio Claro);
  • Medicina (Campus Botucatu);
  • Mídia e Tecnologia (Campus Bauru);
  • Pesquisa Clínica (Campus Botucatu);
  • Pesquisa e Desenvolvimento (Campus Botucatu);
  • Planejamento e Análise de Políticas Públicas (Campus Franca);
  • Química (Campus Araraquara);
  • Saúde da Família (Campus Botucatu);
  • Sociologia em Rede Nacional (Campus Marília).

Depois de encontrar o programa e ler muito bem o edital (inclusive considerando as linhas de pesquisa), será preciso separar a documentação e se preparar para as provas. Essas etapas podem variar dependendo do programa e da área do conhecimento.

Em relação à documentação, de forma geral, são exigidos:

  • cópia documento de identidade com foto;
  • original ou cópia do comprovante de pagamento da taxa de inscrição;
  • currículo Lattes comprovado com documentos;
  • diploma universitário;
  • histórico escolar da graduação;
  • título de eleitor;
  • certidão de nascimento ou casamento.

Alguns programas também exigem que o candidato envie já na inscrição o projeto de pesquisa a ser trabalhado no mestrado. As normas para a elaboração desse item estão sempre descritas no edital de candidatura, bem como as vagas, linhas de pesquisa e professores orientadores.

Além disso, é comum que sejam solicitadas provas adicionais como: proficiência em língua estrangeira e de conhecimentos específicos. Em alguns editais essas provas têm caráter eliminatório, enquanto em outros são apenas classificatórios.

Também é de praxe que o candidato aprovado na primeira fase passe por uma entrevista com a banca e faça a arguição do seu projeto, mostrando o porquê deseja pesquisar determinado assunto e qual o grau de intimidade possui com o tema.

Qual a avaliação da Capes dos mestrados na UNESP?

A Capes é o órgão regulador dos programas de mestrado e doutorado no país. Ela possui uma escala de notas entre 1 a 7 que classificam os programas em nível de excelência. Aqueles com nota igual ou superior a 5 já são considerados muito bons.

A UNESP possui mais de 20% dos seus programas com nota máxima (entre 6 e 7) e mais de 35% com nota 5. Os melhores programas da UNESP são:

  • Astronomia/ Física;
  • Artes;
  • Odontologia;
  • Biotecnologia;
  • Ciências Farmacêuticas;
  • Biociências e Biotecnologia aplicada;
  • Química;
  • Design;
  • Engenharia Civil e Ambiental;
  • Educação para a ciência;
  • Ciência e Tecnologia de Materiais;
  • Zoologia;
  • Botânica;
  • Agronomia;
  • Biologia geral e aplicada;
  • Fisiopatologia em clínica médica;
  • Medicina;
  • Medicina Veterinária;
  • Zootecnica;
  • História;
  • Engenharia Elétrica;
  • Ciência da Informação;
  • Fisioterapia;
  • Geografia;
  • Educação Escolar;
  • Estudos Literários;
  • Linguística e Língua Portuguesa.

As avaliações acontecem sempre de 4 em 4 anos e você pode conferir a nota de todos os programas da UNESP neste site da Capes.

Principais dicas para ser aprovado no Mestrado na UNESP

Sonha em ser aprovado no mestrado da Universidade Estadual Paulista – UNESP? Para isso, é imprescindível considerar algumas dicas. Veja abaixo.

  • Escolha bem o programa e fique atento as linhas de pesquisa

Como você viu, a UNESP possui uma quantidade enorme de programas de mestrado. Assim, para garantir a aprovação é muito importante escolher aquele que melhor se adeque ao que você deseja estudar.

Por isso, visite o site do programa, analise as linhas de pesquisa, leia as dissertações apresentadas em anos anteriores e confira o currículo Lattes dos orientadores. Tudo isso dará a você uma boa noção de quais tipos de projetos de pesquisa são aceitos e preferidos pela banca, inclusive com ideias de recortes mais adequados.

  • Preste muita atenção ao edital

O edital é o documento mais importante em qualquer programa de avaliação de mestrado. É lá que estão todas as informações básicas para ser aprovado. Assim, leia este documento com bastante atenção.

Confira as datas e a forma de envio dos documentos, saiba em detalhes sobre as orientações para o pré-projeto (limite máximo de páginas, formas de envio, formatação, normas técnicas etc.), avalie a quantidade de vagas e os professores responsáveis por cada linha de pesquisa e fique atento a bibliografia.

Se as provas forem de caráter classificatório, é muito importante se preparar bem para elas. Assim, leia todas as obras recomendadas e, caso seja possível, converse com estudantes de mestrados da UNESP, buscando saber como foram as provas, o que foi solicitado e outras dicas.

  • Atualize seu currículo e se prepare para a entrevista

O Currículo Lattes costuma pesar muito na hora da avaliação dos candidatos. Então, não dê bobeira! Deixe-o atualizado e inclua sua formação, pós-graduação, cursos livres, publicações, participações em congressos e eventos científicos, programas de iniciação científica e experiências profissionais que mostrem a sua familiaridade com o tema e o universo acadêmico.

Lembre-se também de se preparar bem para a entrevista e a arguição. Isso significa dominar o assunto do seu pré-projeto e saber exatamente os motivos para estudar e pesquisar determinado tema.

Conclusão sobre o Mestrado na UNESP

Como você viu, o mestrado na Universidade Estadual Paulista – UNESP é o sonho de muitos brasileiros. E para transformá-lo em realidade é fundamental se preparar com antecedência, pesquisar bastante e estudar muito.

Você gostou deste conteúdo? Aproveite e compartilhe as nossas dicas com seus amigos nas redes sociais!

Scroll Up