Anúncios

Mestrado na UFRJ: dicas, orientações e muito mais!

Anúncios

Os programas de Mestrado na UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro  estão na lista dos mais procurados pelos estudantes nacionais e internacionais. E isso não é por acaso, afinal a universidade é considerada nível de excelência nas pesquisas acadêmicas e possui prestígio e reconhecimento em todo o mundo.

Justamente por isso, quem deseja iniciar um curso de Mestrado na UFRJ precisa se preparar bastante, já que muitos programas são bastante concorridos e as provas não costumam ser fáceis.

Sonha em cursar um mestrado na Federal do Rio de Janeiro? Continue lendo este conteúdo e tire todas as suas dúvidas!

Por que fazer um Mestrado na UFRJ?

Mestrado na UFRJ

Mestrado na UFRJ | Fundão, Cidade Universitária | Foto de: Omar Uran

Como dissemos, a Universidade Federal do Rio de Janeiro é uma das mais conhecidas e bem conceituadas do país. Ela é gratuita e mantida pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Educação.

Hoje, a UFRJ possui nota máxima (5) no Índice Geral de Cursos e no Conceito Institucional do MEC, sendo considerada a melhor entre as 195 universidades avaliadas no Ranking da Universidade da Folha (RUF) de 2017.

Quem coordena os cursos de pós-graduação na UFRJ é a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PR-2). Em nível de mestrado e doutorado, os programas estão distribuídos dentro de 9 grandes áreas do saber: Ciências Biológicas, Ciências Exatas e da Terra, Engenharias, Ciências da Saúde, Ciências Agrárias, Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Multidisciplinar e Letras, Linguística e Artes.

Além dos mestrados acadêmicos, a UFRJ também oferece a possibilidade de cursar mestrados profissionais nas áreas de:

  • arquitetura paisagística;
  • atenção primária à saúde;
  • atenção psicossocial;
  • ciência e tecnologia farmacêutica;
  • clínica odontológica;
  • criação e produção de conteúdos digitais;
  • educação, gestão e difusão em biociências;
  • engenharia ambiental;
  • engenharia urbana;
  • engenharia de biocombustíveis e petroquímica;
  • ensino de biologia;
  • ensino de física;
  • ensino de história;
  • ensino de química;
  • formação científica para professores de biologia;
  • formação para a pesquisa biomédica;
  • letras;
  • linguística e línguas indígenas;
  • matemática em rede nacional;
  • música;
  • nutrição clínica;
  • projeto de estruturas;
  • projeto e patrimônio;
  • propriedade intelectual e transferência de tecnologia para inovação;
  • química;
  • saúde perinatal;
  • tecnologia para o desenvolvimento social.

Bolsas de estudo

Os estudantes de mestrado da UFRJ podem pleitear as bolsas de fomento à pesquisa oferecidas pela própria universidade e também em parceria com o CAPES. Algumas opções são: bolsas de demanda social, programas de estudo “sanduíche” no exterior e programas de estudante convênio.

Quais os melhores programas de Mestrado da UFRJ?

Na hora de escolher os melhores programas de mestrado, além de identificar aqueles que tenham relação com seu objeto de estudo e pesquisa, é importante verificar a nota Capes.

O Capes é o órgão governamental responsável por fiscalizar os programas de pós-graduação no país e, de tempos em tempos, realiza avaliações com notas que variam de 1 a 7.

Na última avaliação realizada em 2017, a UFRJ alcançou as notas mais altas (entre 5 a 7) em 53% dos seus 116 programas de pós-graduação. Alguns dos programas mais bem avaliados foram:

  • administração pública e de empresas;
  • ciências contábeis;
  • antropologia e arqueologia;
  • arquitetura;
  • urbanismo;
  • artes visuais;
  • física;
  • zoologia;
  • ecologia;
  • biodiversidade e biologia evolutiva;
  • bioquímica;
  • biotecnologia vegetal;
  • engenharia de sistemas e de computação;
  • genética;
  • biofísica;
  • farmacologia e química medicinal;
  • química biológica;
  • ciências morfológicas;
  • fisiologia;
  • microbiologia;
  • comunicação;
  • direito;
  • economia da indústria e da tecnologia;
  • educação;
  • enfermagem;
  • engenharia civil;
  • ciência e tecnologia de polímeros;
  • engenharia química;
  • engenharia mecânica;
  • geografia;
  • matemática;
  • clínica médica;
  • sociologia e antropologia.

Como me inscrever nos programas de Mestrado da UFRJ?

Já está convencido de que os programas de mestrado da UFRJ são de excelência? Para se inscrever, a primeira dica é acessar o site do PR-2 e conhecer a lista de programas oferecidos. Lá é possível ver a relação de todos os cursos de mestrado e doutorado e também de mestrado profissional.

Depois de selecionar a área e o curso de seu interesse, será preciso acompanhar as informações do edital, já que cada setor poderá ter suas exigências e calendários próprios.

De modo geral, o estudante deverá:

  • submeter um pré-projeto de pesquisa;
  • preencher a ficha de inscrição disponível no site;
  • enviar à universidade uma série de documentos, como: cópia autenticada dos diplomas de graduação e pós-graduação (caso tenha), foto 3×4, cópia autenticada do documento de identidade e comprovante do depósito;
  • pagar uma taxa de inscrição;
  • realizar provas escritas sobre a bibliografia disponível no edital;
  • realizar uma prova de proficiência em língua estrangeira;
  • passar por uma avaliação com os professores e pela análise do currículo.

Vários programas de mestrado da UFRJ contam com o Programa de Ações Afirmativas que visam contemplar candidatos negros, indígenas, portadores de deficiências especiais e que se declaram transgêneros. Nesse caso, existe uma cota de vagas destinadas a esses candidatos.

Quais as principais dicas para ser aprovado em um Mestrado na UFRJ?

Como você pode notar, os programas de mestrado da UFRJ são bastante concorridos, já que são considerados excelentes, com ótimas notas e reconhecimento no mundo acadêmico e profissional. Para lhe ajudar a ser aprovado, separamos algumas dicas importantes.

Conheça muito bem o programa

Antes de se inscrever, é importante ter certeza de que o programa é indicado para o seu tema e intenção de pesquisa. Por isso, visite o site e leia com atenção as linhas de pesquisa.

Aproveite e baixe algumas teses e dissertações de anos anteriores, observando os recortes e os temas pesquisados.

Em muitos programas, é solicitado que o candidato, no período de inscrições, indique um orientador. Para aumentar as suas chances de ser aprovado, analise o currículo desse professor, as pesquisas que ele faz e as teses que já orientou.

Se o edital fornecer e-mail ou outras fontes de contato, tente conversar com o professor, explicando o seu tema de pesquisa e se apresentando antecipadamente. Para quem mora no Rio de Janeiro, é uma boa ideia se matricular como aluno ouvinte nas aulas desse professor.

Leia com atenção o edital

O edital é a parte mais importante dos programas de admissão dos mestrados. Afinal é lá que estará toda a informação que você precisa. Assim, além das datas, fique atento também a outras informações importantes, como:

  • bibliografia que será solicitada nas provas;
  • regras e recomendações para o pré-projeto (normas de formatação, número mínimo e máximo de páginas, seções etc.);
  • formas de avaliação (quais são as provas, quantas horas destinadas a cada avaliação, quando e onde serão realizadas, materiais de estudo etc.);
  • número de vagas e como elas são distribuídas;
  • quais as exigências em cada fase;
  • como é feita a avaliação dos currículos, projetos e entrevistas;
  • nota mínima de aprovação nas avaliações;
  • local para envio dos documentos;
  • entre outras informações importantes.

Prepare-se para a entrevista

Muitos candidatos acabam apenas preocupados em estudar para a prova e montar um pré-projeto bacana, mas acabam se esquecendo da entrevista. Ela é uma fase muito importante e você será avaliado pelos professores do programa.

Em geral, o currículo do candidato também tem um peso importante, por isso busque evidenciar as suas conquistas, como: experiência profissional com o tema, iniciação científica, publicações e participações em congressos, seminários e eventos científicos, cursos de extensão, pós-graduação e outros.

Na parte da entrevista, a banca poderá lhe questionar sobre sua familiaridade com o tema, porque resolveu realizar essa pesquisa, disponibilidade para o mestrado e mudança de cidade (se for o caso), motivações, entre outros pontos.

É importante que os professores vejam que você realmente se sente motivado pela pesquisa e não apenas deseja um título.

Estude para as provas de língua estrangeira

Por último, não se esqueça de dedicar-se aos estudos das línguas estrangeiras. Muitos estudantes não levam esse item tão a sério e acabam sendo reprovados por não atingirem o nível mínimo requisitado.

Em alguns programas, as provas de línguas têm caráter eliminatório, enquanto em outras apenas classificatórios – sendo essencial para programas de bolsa, por exemplo. Por isso, busque melhorar sua grafia, leitura e compreensão.

Conclusão sobre o Mestrado na UFRJ

Como você viu, cursar um mestrado na Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ não é uma missão simples, mas com dedicação e afinco é possível chegar lá e estudar em uma das universidades mais bem conceituadas do Brasil.

Você gostou deste conteúdo? Compartilhe as nossas dicas com seus amigos nas redes sociais!

Você gostou deste artigo? ⤵ A sua opinião é MUITO importante!
[Total: 1 Média de: 5]