Home » Mestrados » Mestrado em Pedagogia: descubra como a titulação pode ajudar o seu currículo!

Mestrado em Pedagogia: descubra como a titulação pode ajudar o seu currículo!

Há algum tempo, o pedagogo não é mais aquele profissional que apenas atua na sala de aula. Com a evolução da educação e também das formas de encará-la, o profissional formado em pedagogia tem visto o seu campo de trabalho expandir, com opções interessantes na educação à distância, no planejamento, em ONGs, empresas, TVs e muito mais.

Porém, apesar disso, um dos entraves na carreira ainda são os baixos salários, já que o piso nacional para professores é de R$1451 para 40 horas semanais. Uma forma de modificar esse quadro é investindo em um mestrado em pedagogia, já que a titulação é capaz de aumentar em até 20% esse valor.

Está pensando em investir em um mestrado em pedagogia, mas ainda tem dúvidas se vale mesmo à pena e como funcionam os programas? Então continue a leitura!

Como está o mercado da pedagogia no Brasil?

Como dissemos na introdução deste artigo, o mercado para o pedagogo está cada vez mais amplo, permitindo que esse profissional atue em vários campos que vão muito além do que a sala de aula.

A educação à distância, por exemplo, é um dos setores que está em franco crescimento no país – e que, justamente por isso, tem demandado muitos pedagogos, tanto em consultorias, como na elaboração de projetos e até mesmo no setor de RH, ajudando a encontrar professores com o perfil adequado para esse tipo de formação.

Mas, não é só. Quem deseja atuar dentro de empresas, por exemplo, pode investir também em treinamentos pessoais, já que os pedagogos são os especialistas em didática e em transmitir conhecimentos e por isso são muito requisitados para palestras e treinamentos diversos em empresas, ONGs e vários outros estabelecimentos.

Apesar disso, o setor tradicional ainda se mantém como uma opção viável. Tanto dentro de sala de aula, como em outros cargos no setor de educação, como nas secretarias municipais e estaduais, como diretor de escola, e vários outros.

Em todos os casos, continuar estudando e se especializando é fundamental para melhorar o salário e se diferenciar. Quem visa uma carreira pública, por exemplo, pode encontrar no mestrado uma forma de aumentar a sua pontuação.

Outras opções interessantes e sempre aquecidas para os mestres em pedagogia são a pesquisa e também se tornar professor universitário, com salários muito mais atrativos.

Pós-graduação ou mestrado em pedagogia: qual escolher?

Responder a essa pergunta dependerá muito dos seus objetivos para a sua carreira. Vale lembrar, contudo, que o mestrado também é um tipo de pós-graduação, porém muito mais aprofundado e que lhe dará o título de mestre, enquanto outras pós apenas lhe darão o título de especialista.

As especializações são cursos mais rápidos, com duração máxima de dois anos e que não costumam exigir tanto do estudante como em um mestrado. Esses são cursos de aprimoramento, aperfeiçoamento e de reciclagem dos conhecimentos e pode ser interessante para quem deseja começar a atuar em determinada área específica que ainda não detém todos os conhecimentos.

Por exemplo, um estudante que acaba de se formar em pedagogia, poderá optar primeiro por uma pós em educação especial, para depois continuar estudando esse tema em um mestrado, principalmente caso ele ainda não tenha experiências profissionais ou acadêmicas com esse tema, aumentando as suas chances de ser aceito em um programa de mestrado.

O mestrado, por sua vez, é mais indicado para quem deseja aprofundar seus conhecimentos em uma determinada área. Quando finalizado, o aluno recebe o título de mestre e poderá continuar na academia, como pesquisador, engatando um doutorado, ou ainda lecionar em nível superior.

Definir entre uma modalidade e outra depende muito do:

  • seu nível de experiência e de conhecimento com a área que deseja pesquisar;
  • quanto você está disposto a se dedicar aos estudos;
  • quanto poderá investir (tanto em dinheiro, como em tempo);
  • que espera com essa titulação e o quanto ela poderá ajudar você nos seus objetivos profissionais;
  • momento em que você se encontra.

Mestrado acadêmico ou mestrado profissional em pedagogia: qual escolher?

Quem está certo de que o mestrado é a melhor opção, ainda poderá ter de definir entre o mestrado acadêmico ou o mestrado profissional em pedagogia. Sendo que essa última opção existe no país desde 2009.

O mestrado acadêmico é o mais tradicional e a escolha ideal para aqueles que desejam seguir carreira dentro da academia, como se tornando pesquisadores de órgãos importantes, continuarem com a sua tese no doutorado, ou ainda criando uma carreira como professor universitário.

Já o mestrado profissional é mais voltado para aqueles que não têm tanta certeza se desejam se tornarem pesquisadores, mas que pretendem usar esses conhecimentos específicos no dia a dia de uma empresa, da escola ou da própria gestão escolar.

Ao contrário do mestrado acadêmico, o profissional mescla conhecimentos puramente acadêmicos, com outros mais práticos do dia a dia do mercado, sendo, por isso, uma titulação bem vista pelas principais empresas do setor da educação.

Para quem pretende usar a titulação para concursos, ou ainda para se tornar professor universitário, ambos os mestrados são bem aceitos. Contudo, nesse último caso, vale uma ressalva, já que as universidades públicas normalmente preferem que seus professores também sejam pesquisadores – e nessas situações o mestrado acadêmico poderá ter mais valor.

Como ser aceito em um mestrado em pedagogia?

Você poderá cursar o seu mestrado em pedagogia tanto em universidades públicas, como em privadas, sendo que nos dois casos o aluno poderá pleitear bolsas de pesquisa de órgãos como o Capes e a Fapesp. Os valores mensais giram em torno de R$ 1500 a R$ 2 mil e é preciso atenção quanto ao edital, já que algumas exigem que o candidato não tenha nenhum vínculo empregatício.

Para entrar em um mestrado, é preciso atenção ao edital, já que cada universidade poderá ter suas próprias regras. O primeiro passo, contudo, é identificar sobre qual tema você deseja pesquisar, já que cada programa segue linhas de pesquisa específicas.

Assim, não adianta você submeter um pré-projeto sobre educação especial, quando o programa tem como linha de pesquisa a educação à distância, por exemplo.

Os passos mais usuais para admissão de um candidato são:

  • aprovação do aluno na prova de conhecimentos específicos baseada na bibliografia apresentada no edital do programa;
  • aprovação na prova de proficiência em língua estrangeira;
  • aprovação na entrevista com professores e orientadores do programa, analisando a experiência profissional e acadêmica do candidato com o tema do seu pré-projeto;
  • avaliação do pré-projeto, que deverá estar de acordo com a linha do programa, e também com presença de uma boa justificativa, objetivos e cronograma.

Onde fazer mestrado em pedagogia?

Existem inúmeras universidades públicas e privadas, nacionais e internacionais, que oferecem programas de mestrado em pedagogia. No Brasil, o órgão regulador dos programas é o Capes e você poderá acessar o site da instituição para ver as notas dos mestrados.

Essas notas vão de 0 a 7, sendo que os programas com notas acima de 5 são considerados excelentes. O ideal é optar por aqueles que tenham, no mínimo, nota 3.

E, então, depois dessas informações, ficou mais fácil fazer o seu mestrado em pedagogia? Se você ainda tem alguma dúvida, deixe um comentário pra gente!

Créditos da miniatura: Designed by Freepik