Anúncios

Mestrado em Matemática: saiba tudo sobre essa carreira!

Anúncios

A carreira na área da Matemática vai muito além do que apenas as salas de aula, sendo que o profissional poderá também atuar em empresas privadas, como no mercado financeiro, nas áreas de engenharia e também em instituições de pesquisa.

Porém, para conseguir se destacar, ter uma pós-graduação é o mínimo exigido para a maioria dos profissionais. Entre elas, o Mestrado em Matemática é o mais recomendado, principalmente para quem deseja se diferenciar, conquistando salários mais altos.

Pensa em fazer Mestrado em Matemática, mas não tem certeza das possibilidades de retorno que este investimento trará? Continue a leitura e saiba tudo sobre o assunto.

Como é o mercado de trabalho para o matemático?

Mestrado em Matemática

Ao se formar em matemática, é possível optar pela licenciatura ou o bacharelado, podendo após a graduação o profissional lecionar no ensino básico, fundamental e médio, ou ainda atuar em empresas e em laboratórios de pesquisa.

Como o curso de Matemática é bastante abrangente, geralmente o matemático terá muitas opções de atuação, podendo seguir dois caminhos básicos: o estudo da matemática pura ou da aplicada.

Geralmente esta decisão apenas é feita na fase de pós-graduação, principalmente pensando no direcionamento para um mestrado. No caso da matemática pura, o estudante estará basicamente motivado pela questão da estética, desenvolvendo teorias e teoremas que englobem casos gerais.

Já a matemática aplicada é focada em questões mais práticas e na aplicação dos conhecimentos matemáticos, como nos campos da física, da engenharia, da economia, da biologia, da computação e assim por diante.

Para quem deseja se tornar pesquisador, ambos os campos são bastante interessantes, com possibilidades e vagas tanto para quem deseja se dedicar a matemática pura, como a aplicada. Já no mercado de trabalho, muitas empresas, sobretudo no ramo financeiro, têm procurado por matemáticos especializados na matemática aplicada, com destaque para os mestres.

Os salários depois da titulação podem variar bastante. Para um professor pesquisador de universidade pública com mestrado, por exemplo, o valor médio de salário é em torno dos R$7,5 mil.

Mestrado profissional ou acadêmico: qual a melhor opção para o matemático?

Desde 2009, quem pretende fazer um mestrado no Brasil tem mais uma opção de estudo: o mestrado profissional. Envolvendo tanto técnicas acadêmicas, como conhecimentos do mundo corporativo, esta tem sido uma boa opção para quem ainda não tem certeza se deseja trabalhar apenas como pesquisador.

Porém, na hora de optar entre o mestrado profissional ou acadêmico, muitas pessoas podem ficar em dúvida e não saber exatamente quais trarão mais retorno às suas carreiras.

Por isso, responder a esta questão dependerá muito do que você deseja com a titulação de mestre. Para quem deseja atuar no magistério ou como pesquisador, exclusivamente, o mestrado acadêmico é o mais interessante, já que oferece subsídios para que você continue desenvolvendo a sua tese no doutorado.

Agora, para aqueles que ainda não têm total certeza se querem se tornar pesquisadores, não têm como se dedicarem 100% do tempo ao mestrado (necessitando conciliar trabalho e estudo) ou ainda desejam uma titulação que possa ser mais facilmente absorvida pelo mercado, o mestrado profissional é mais recomendado.

Na área da matemática existem muitos programas de mestrados profissionais que buscam trabalhar mais a matemática aplicada, como:

  • matemática computacional;
  • matemática aplicada a estatística;
  • educação matemática;
  • entre outros.

Para quem pensa em seguir carreira na vida pública, ter um mestrado (tanto acadêmico, como profissional) também é muito importante, afinal esta titulação permite garantir pontos adicionais na maioria dos editais, ajudando na hora de se classificar melhor. Para os professores da rede pública, a titulação também ajuda a aumentar o salário.

Mestrado profissional em Matemática em Rede Nacional

O Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT) é um programa de mestrado semipresencial oferecido, prioritariamente, para os professores de matemática que atuam na Educação Básica, especialmente em escolas da rede pública.

Este mestrado tem nota 5 na avaliação do CAPES e é ofertado de maneira gratuita, buscando melhorar a qualificação profissionais dos professores de matemática do ensino público, com oferta nacional.

Para entrar neste mestrado, é preciso ser aprovado no Exame Nacional de Qualificação (ENQ) formado por uma avaliação escrita, com questões discursivas que envolvem os conteúdos das disciplinas obrigatórias do programa.

Se você quiser saber mais, basta acessar o site do PROFMAT e descobrir se você pode participar deste programa.

Como escolher o meu programa de Mestrado em Matemática?

Mestrado em Matemática

Além do PROFMAT existem muitos outros programas de Mestrado em Matemática, tanto acadêmicos, como profissionais. Escolher o melhor dependerá muito do que você deseja estudar, do tipo de linha de pesquisa da instituição e de qual uso você fará da sua titulação.

O primeiro passo, antes de procurar qualquer programa, é buscar entender quais áreas você mais tem afinidade e então definir as universidades que ofereçam linhas de pesquisa de acordo com estes temas.

Em seguida, acesse o site do Capes (que é o órgão regulador dos mestrados e doutorados no país) e busque saber a nota do programa em questão. Os mestrados com nota acima de 4 já são considerados bons programas e acima de 5, excelentes. Tente escolher por aqueles que tenham nota superior a 3.

Você também poderá fazer uma pesquisa pelos orientadores, buscando entender quais linhas de pesquisa eles mais atuam, direcionando o seu projeto de pesquisa para estes assuntos, aumentando as suas chances de ser aprovado.

Como é o Mestrado em Matemática?

Tanto o mestrado profissional, como o acadêmico costumam ter duração média de 2 anos, que pode ser prolongado por mais alguns meses. Para ser aceito, a maior parte dos programas exige que o candidato envie um pré-projeto de qual será a sua tese desenvolvida e também faça provas com matérias que podem variar de programa para programa.

Algumas universidades ainda podem analisar o currículo do candidato. No caso dos mestrados acadêmicos, o que mais conta é o currículo lattes, onde estão presentes todas as publicações e pesquisas científicas que o candidato já realizou, como iniciações científicas, publicação de artigos, participação em eventos científicos, entre outros.

Para os mestrados profissionais, as universidades costumam analisar tanto o currículo lattes, como o profissional, dando preferência aqueles candidatos que já possuem uma vivência no mercado, com projetos e programas dentro do tema que ele pretende pesquisar.

De qualquer forma, decidir-se por um mestrado é algo que deverá ser muito bem pensado, pois tanto o acadêmico, como o profissional são programas bem difíceis e que podem exigir bastante do estudante.

Você gostou de saber mais sobre o Mestrado em Matemática?

Você gostou deste artigo? ⤵ A sua opinião é MUITO importante!
[Total: 32 Média de: 4.4]