Anúncios

Mestrado em Fisioterapia: tire todas as suas dúvidas e encontre o programa certo!

Anúncios

A fisioterapia é uma das áreas da saúde que mais tem crescido ultimamente, e justamente por isso muitas pessoas têm buscado se especializarem, conquistando novos mercados e também melhores salários.

Entre essas possibilidades está o mestrado em fisioterapia, que permite que o mestrando consiga lecionar em cursos universitários e de pós-graduação, além de ter muito mais relevância no mercado de trabalho.

Quer saber mais? Continue a leitura!

Como está o mercado para a fisioterapia?

O mercado da fisioterapia está bastante aquecido, já que essa é uma das áreas da saúde que mais tem crescido ultimamente, principalmente graças à valorização dessas técnicas tanto pelas equipes médicas, como pelos próprios pacientes.

Um recém-formado pode ter um salário inicial, em média, de R$1500 para uma carga de trabalho de 30 horas semanais. Conforme a experiência vai aumentando, esse profissional pode alcançar salários mais altos que variam entre R$ 5 a até R$ 10 mil mensais.

Se especializar é a melhor forma de conseguir esses salários mais altos. Hoje existem muitas áreas que estão em relevância, como:

  • fisioterapia desportiva;
  • fisioterapia neurológica;
  • acupuntura;
  • pilates;
  • osteopatia.

Para quem pensa que o mercado está saturado, a notícia é boa: existem muitas áreas dentro da fisioterapia, sendo que algumas ainda carecem de mão de obra preparada. Então, dependendo do setor em que você deseja atuar pode existir mais ou menos concorrência.

Além disso, é uma forte tendência no setor de saúde valorizar cada vez mais o profissional da fisioterapia, já que esse é fundamental para garantir uma boa qualidade de vida aos pacientes, inclusive evitando doenças e vários tipos de problemas.

Vale à pena investir em um mestrado em fisioterapia?

Responder a essa pergunta dependerá de muitos pontos que estão diretamente relacionados com os seus objetivos profissionais.

Com o mercado da fisioterapia em expansão, novos cursos de graduação e de pós-graduação, principalmente de especializações nas áreas mais aquecidas, não param de surgir em todo o país – o que faz com que exista uma alta demanda de mão-de-obra especializada para lecionar nesses cursos.

Nesse sentido, quem busca o mestrado em fisioterapia para lecionar, certamente terá bastante vagas, sendo uma possibilidade bem interessante.

O mesmo vale para quem deseja seguir uma carreira pública, já que o título de mestre costuma dar pontos extras em vários editais, o que pode ser decisivo para conseguir se classificar.

Além disso, os mestres em fisioterapia podem atuar no ramo da pesquisa e dando sequência a uma carreira acadêmica, inclusive se ligando a órgãos internacionais.

O mestrado ainda tem sido cada vez mais valorizado no mercado de trabalho, em diversos tipos de empresas, já que esse ainda é um tipo de profissional escasso.

Mestrado acadêmico ou mestrado profissional em fisioterapia: qual é o melhor?

Novamente, responder a essa pergunta dependerá muito dos seus objetivos profissionais.

Embora muitas pessoas não saibam, há alguns anos já existe uma nova possibilidade de mestrado, que é o mestrado profissional. Diferentemente do mestrado acadêmico, essa modalidade busca mesclar os conhecimentos teóricos e práticos, inclusive criando um projeto de pesquisa que possa ser aplicável no mundo dos negócios.

Justamente por isso, o mestrado profissional tem sido cada vez mais valorizado no mercado de trabalho, ajudando os fisioterapeutas que desejam alcançar posições ainda mais estratégias nas áreas de saúde.

Mas, para quem deseja fazer carreira na área acadêmica, como com um doutorado ou um pós-doutorado, se tornando um pesquisador ligado a importantes órgãos de pesquisa nacionais ou internacionais, o mais interessante é investir em um mestrado acadêmico.

Como funciona um programa de Mestrado em Fisioterapeuta?

Em geral, os programas de mestrado têm duração média de 2 anos, sendo que no primeiro ano o estudante geralmente se inscreve para determinadas disciplinas que o ajudarão na execução da tese, e no segundo ano ele se dedicará exclusivamente à produção da tese de mestrado.

Para ser aceito em um programa, é preciso cumprir todos os requisitos do edital, que costumam ser:

  • aprovação em uma avaliação específica, de acordo com a bibliografia disponibilizada no edital;
  • aprovação em uma avaliação de proficiência em língua estrangeira, geralmente inglês ou espanhol;
  • pré-projeto de acordo com a linha de pesquisa da universidade e com os requisitos do edital;
  • aprovação em entrevista com os professores orientadores que analisarão a sua experiência acadêmica e profissional com o tema em questão.

Para ser aprovado e receber o título de mestre, o estudante deverá ser aprovado nas disciplinas cursadas e também na defesa da tese, que será feita diante do seu professor orientador e de outros especialistas da área, mostrando a relevância da sua pesquisa.

O estudante que desejar, durante o programa de mestrado, poderá pleitear uma bolsa de pesquisa, oferecida por órgãos diversos, como CNPq, Fapesp ou Capes, com valores que podem girar em torno de R$ 1500 a R$ 2100.

Porém, vale à pena ficar atento, já que alguns editais exigem que os mestrandos não tenham nenhum vínculo empregatício.

Onde fazer o meu mestrado em fisioterapia?

Antes de começar a pesquisar os programas de mestrado em fisioterapia, a dica é pensar no tema que você deseja pesquisar, já que como dissemos, cada universidade possui uma linha específica e é muito importante que você envie um pré-projeto que esteja de acordo com essa linha.

Algumas linhas que você pode pesquisar, por exemplo, são:

  • mecanismos básicos e processos biológicos em saúde;
  • promoção, prevenção e reabilitação em saúde;
  • avaliação e intervenção do sistema musculoesquelético;
  • desempenho e capacidade dos sistemas cardiorrespiratórios;
  • avaliação e intervenção em fisioterapia;
  • entre outros.

Além disso, outra dica interessante é visitar o site do Capes. Esse é o órgão regulador dos programas de mestrado e doutorado do país e ele possui uma escala de notas (de 0 a 7) para avaliar os mestrados em todo o país.

Os programas que têm nota 5 ou maior já são considerados excelentes e o ideal é que você sempre opte por um programa de mestrado que tenha, no mínimo, nota 3, garantindo que ele é bem visto tanto pela academia, como pelo mercado.

E, então, depois de ler este conteúdo, você já está certo que o mestrado em fisioterapia era o que faltava para alavancar a sua carreira? Se você ainda tem alguma dúvida sobre o assunto, deixe um comentário pra gente!

Créditos da miniatura: Created by javi_indy – www.freepik.com

Você gostou deste artigo? ⤵ A sua opinião é MUITO importante!
[Total: 5 Média de: 4.8]