Mestrado em Engenharia Civil: tire todas as suas dúvidas!

Depois de se formar em Engenharia Civil, uma boa maneira de continuar avançando no mercado de trabalho é investindo em uma pós-graduação, entre as várias opções o mestrado em engenharia civil é uma das que mais geram dúvidas entre os profissionais.

Muitos têm buscado o Mestrado em Engenharia Civil como uma forma de alavancarem suas carreiras.

Se você deseja investir nisto, mas não sabe exatamente qual área apostar e nem como esse programa funciona, continue a leitura e saiba tudo sobre o assunto.

O mercado da Engenharia Civil e as áreas mais promissoras

Mestrado em Engenharia Civil

Mestrado em Engenharia Civil

O mercado da engenharia civil é bastante amplo e com muitos setores aquecidos. Investir em um deles pode ajudar você a se destacar profissionalmente. Veja as áreas que mais têm tido procura por profissionais especializados no mercado.

Engenharia estrutural

O foco é capacitar os profissionais para a construção e a aplicação de estruturas, que podem ser metálicas ou de concreto. A intenção é atualizar os engenheiros sobre as técnicas mais avançadas e recentes, que estejam de acordo com as normas da ABNT, sendo muito recomendada para os engenheiros que se interessam por fundações, projetos estruturais e pelo uso do concreto armado.

Engenharia de rodovias

Tanto no Brasil como na América Latina, esse setor tem estado em alta, graças ao maior investimento em malha viária e em infraestrutura. Quem se especializa nessa área, busca capacitação tanto para o planejamento de rodovias, como para a gestão de investimentos, manutenção e gerenciamento logístico dos projetos.

Engenharia de custos

Uma das principais dificuldades dos engenheiros é com o orçamento de obra e esse tipo de especialização busca dar mais capacitação e conhecimento das técnicas orçamentárias, garantindo que os projetos estejam com os lucros estimados corretamente.

Gerenciamento de projetos

Aqui, a ideia é tornar o engenheiro mais qualificado para gerenciar projetos construtivos e coordenar equipes também no canteiro de obras, usando novas tecnologias construtivas, melhorando a gestão do tempo, garantindo mais produtividade, entre outros.

Soluções para construções sustentáveis

A sustentabilidade está em voga e o mercado e também a academia estão em busca de profissionais que desejam se dedicar a área, buscando desenvolver soluções conceituais e práticas para incluir a sustentabilidade nas construções, abordando tópicos como: desempenho de superfícies frias, gestão de resíduos, energia, água, desmontagem, avaliação de ciclo de vida e durabilidade.

Modelagem e solução computacional

Essa é uma área bem moderna e tecnológica que busca desenvolver e aplicar modelos matemáticos e ferramentas computacionais na Engenharia Civil, otimizando recursos, melhorando o desempenho e a qualidade, aumentando a confiabilidade, entre outros.

Mestrado em Engenharia Civil: profissional ou acadêmico?

Quem deseja se tornar mestre em uma das áreas da engenharia civil possui duas possibilidades: o mestrado profissional ou o acadêmico.

O mestrado acadêmico é o mais tradicional e visa, basicamente, formar pesquisadores, ou seja, pessoas que pretendem dar continuidade aos seus estudos no doutorado e depois seguir carreira na área, como uma livre docência.

Já o mestrado profissional surge como uma nova opção, tentando oferecer uma formação acadêmica profunda, porém sem perder de vista as necessidades do mercado, sendo, por isso, uma opção mais buscada por aqueles profissionais que não têm certeza se pretendem dar continuidade na carreira de pesquisador, mas sim desejam se especializar e se aprofundar, indo além de uma simples pós-graduação.

Em qualquer um dos programas, contudo, é fundamental que você escolha corretamente a área que deseja pesquisar, já que cada universidade poderá ter linhas de pesquisas que são mais ou menos adequadas aos seus objetivos.

Com o título de mestre em mãos, o engenheiro civil terá muito mais possibilidades no mercado de trabalho, podendo atuar lecionando em universidades, como pesquisador, em diversos órgãos do governo e também no setor privado, já que atualmente os profissionais com mestrado têm sido bastante procurados.

Como funciona um Mestrado em Engenharia Civil?

Mestrado em Engenharia Civil

Mestrado em Engenharia Civil

Após se decidir entre um mestrado acadêmico ou profissional, você deverá pensar em qual tema desejará desenvolver na sua tese. Isso porque as universidades têm linhas específicas para seus programas de mestrado, e muitos dos processos de admissão pedem por um pré-projeto da sua tese.

Assim, comece entendendo suas preferências e depois passe a pesquisar os programas de mestrado que ofereçam essa linha de pesquisa e também que tenham uma boa nota.

A Capes (órgão regulador dos programas de mestrados e doutorados do país) oferece no seu site uma listagem com as notas de todos os programas disponíveis no Brasil. O sistema funciona com notas até 7, sendo que a partir de 5, o programa já é considerado de excelência. O ideal é optar por aqueles que tenham nota, no mínimo, 3.

Após isso, analise como é o programa de admissão e comece a se preparar. Já que muitos podem ter provas de proficiência em língua estrangeira, provas de conhecimentos específicos baseados em bibliografia, arguição do pré-projeto e também entrevista com os orientadores do programa, buscando entender a sua experiência prévia com a área, analisando tanto o seu currículo profissional, como o lattes (contando pontos experiências como iniciação científica, participação em congressos, artigos publicados, etc.).

Qual a duração de um Mestrado em Engenharia Civil?

Em geral, os cursos de mestrado costumam durar 2 anos, podendo ser prorrogados por mais alguns meses (tanto os mestrados profissionais como os acadêmicos). Dentro desse período, normalmente, o primeiro ano é dedicado as aulas com disciplinas importantes para a criação da sua tese, e o segundo ano é dedicado a sua produção.

Após esse período, você terá de defender a sua tese para uma banca, composta por seu orientador e outros especialistas na área. Durante esse período, é possível estudar com uma bolsa de pesquisa (fornecida pela Capes ou pela Fapesp), com valores que variam entre R$ 1500 a R$2100.

Onde fazer meu Mestrado em Engenharia Civil?

Como dissemos, o melhor programa de mestrado é aquele que está de acordo com a sua linha de pesquisa e claro que tenha um bom conceito Capes. Os melhores programas são:

  • Universidade de São Paulo (USP);
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP);
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE);
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS);
  • PUC RJ;
  • Universidade de Brasília (UNB);
  • Universidade Federal do Ceará (UFC).

Depois de ler este conteúdo, você ainda tem dúvidas sobre o mestrado em engenharia civil?

Scroll Up